sexta-feira, 5 de julho de 2013

É Proibido



É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.
É proibido não rir dos problemas
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.
É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos
Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.
É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se
desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.
Pablo Neruda

terça-feira, 18 de junho de 2013

Saudade

Saudade é solidão acompanhada,
é quando o amor ainda não foi embora,
mas o amado já...
Saudade é amar um passado que ainda não passou,
é recusar um presente que nos machuca,
é não ver o futuro que nos convida...
Saudade é sentir que existe o que não existe mais...
Saudade é o inferno dos que perderam,
é a dor dos que ficaram para trás,
é o gosto de morte na boca dos que continuam...
Só uma pessoa no mundo deseja sentir saudade:
aquela que nunca amou.
E esse é o maior dos sofrimentos:
não ter por quem sentir saudades,
passar pela vida e não viver.
O maior dos sofrimentos é nunca ter sofrido.

Pablo Neruda

domingo, 19 de maio de 2013

Felicidade é tudo de bom!


Hora se soltar a imaginação
Criar um novo dia
Realizar os desejos
Deixar o corpo dançar...

Ah, como é bom!
Deixar o sorriso no rosto
Só por sentir dentro de nós a magia fluir.

Passei pelo parque
Comprei uma maça do amor
A cada mordida
O passado vinha à tona
Eu, minha mãe com meus irmãos pequenos
Fazendo um passeio no zoológico
E se deliciando com uma maça do amor.

Maça do amor pra mim
Tem gosto de felicidade
Tem gosto de saudade de um tempo bom
Tem gosto de amor de mãe
Huuuuuummmmmm...
Tudo de bom! :)

Felicidade é saciar a vontade
De um doce desejo
Deixar os sentidos serem tocados
Fluindo a emoção.

Tânia Gorodniuk

domingo, 5 de maio de 2013

Ser transparente


Às vezes, fico me perguntando porque é tão difícil ser transparente...
Costumamos acreditar que ser transparente é simplesmente ser sincero, não enganar os outros. 
Mas ser transparente é muito mais do que isso. 
É ter coragem de se expor, de ser frágil, de chorar, de falar do que sente... 
Ser transparente é desnudar a alma, é deixar cair as máscaras, baixar as armas, destruir muros... 
Ser transparente é permitir que a doçura aflore, transborde... 
Mas, infelizmente, a maioria decide não correr esse risco. 
Preferimos a dureza da razão à leveza reveladora da fragilidade humana. 
Preferimos o nó na garganta às lágrimas que brotam da alma... 
Preferimos nos perder numa busca por respostas a simplesmente admitir que não sabemos nada e que temos medo! 
Por mais doloroso que seja ter de construir uma máscara que nos distancia cada vez mais de quem realmente somos, preferimos assim: manter uma imagem que nos dê a sensação de proteção. 

E assim, vamos nos afundando em falsas palavras, atitudes, em falsos sentimentos... 
Com o passar dos anos, um vazio frio e escuro nos faz perceber que já não sabemos dar e nem pedir o que de mais precioso temos a compartilhar... 
A doçura, a compreensão de que todos nós sofremos, nos sentimos sós... 
Uma saudade desesperada de nós mesmos, daquilo que pulsa e grita dentro de nós, mas que não temos coragem de mostrar... 
Porque aprendemos que isso é ser fraco, é ser bobo, é ser menos do que o outro! 
Quando, na verdade, agir com o coração, poupa a dor... 
Sugiro que deixemos explodir toda a doçura! 
Que consigamos não prender o choro, não conter a gargalhada, não esconder tanto o nosso medo, não desejar parecer tão invencíveis... 
Chega de tentar controlar tanto.... 
Responder tanto...
Competir tanto... 
Tente simplesmente viver, sentir e amar.

____Rosana Braga________

domingo, 21 de abril de 2013

Como é por dentro outra pessoa
Quem é que o saberá sonhar?
A alma de outrem é outro universo
Com que não há comunicação possível,
Com que não há verdadeiro entendimento.
Nada sabemos da alma
Senão da nossa;
As dos outros são olhares,
São gestos, são palavras,
Com a suposição de qualquer semelhança
No fundo.
Fernando Pessoa

sexta-feira, 19 de abril de 2013


"Não sinto nada mais ou menos, ou eu gosto ou não gosto. Não sei sentir em doses homeopáticas. Preciso e gosto de intensidade, mesmo que ela seja ilusória e se não for assim, prefiro que não seja.
Não me apetece viver histórias medíocres, paixões não correspondidas e pessoas água com açúcar. Não sei brincar e ser café com leite. Só quero na minha vida gente que transpire adrenalina de alguma forma, que tenha coragem suficiente pra me dizer o que sente antes, durante e depois ou que invente boas estórias caso não possa vivê-las. Porque eu acho sempre muitas coisas - porque tenho uma mente fértil e delirante - e porque posso achar errado - e ter que me desculpar - e detesto pedir desculpas embora o faça sem dificuldade se me provarem que eu estraguei tudo achando o que não devia.
Quero grandes histórias e estórias; quero o amor e o ódio; quero o mais, o demais ou o nada. Não me importa o que é de verdade ou o que é mentira, mas tem que me convencer, extrair o máximo do meu prazer e me fazer crêr que é para sempre quando eu digo convicto que "nada é para sempre."
        ------Gabriel García Márquez----

terça-feira, 16 de abril de 2013

                                                         
    Hoje eu quero ser eu mesma

Custe o preço que for

Sou feliz assim

Mutante, como sou

De amor meu coração transborda

Cheia de fé está minha alma

O futuro sorri e me convida

Pra uma vida feliz e calma

De bem comigo recomeço

O presente é meu ponto de partida

Me amando como nunca antes

Vejo a vida mais colorida

Keilla Jovi

                                                         

sexta-feira, 22 de março de 2013

Quando...‏


...ainda não sei...
Quando vou parar de procurar 
viajo pelo mundo
procuro rostos na multidão
tento encontrar você
não suporto mais
Quando vou parar de esperar
não sei quanto tempo
vou parar de desejar você
meu anjo, meu amor
que está em algum lugar
Tudo poderia ser diferentes
um pouco mais fácil
até mesmo mais simples
Quando vou parar de sonhar...
deixar de te imaginar
viajando nos meus desejos
querendo teu sorriso ávido
De uma vida eterna
Quando eu vou parar
e finalmente te encontrar...
Ter você em minha vida
vai fazer todas as dores cessar 
vou parar de sentir dores
pois deixastes em mim
um buraco...uma fenda de saudades
Quando vou poder parar
sinto muito a tua falta
quando esse dia vai chegar?!
Quando?Quando?
um dia quem sabe, esse dia chegará!
(DiCello, 19/03/2013)

sexta-feira, 8 de março de 2013

Estou vivo!‏


Nunca deixei 
ou deixarei de amar
estou vivo
posso respirar ainda
sinto-me completo, 
Penso, falo... capto
Posso me sentir pleno
mais forte que nunca
o meu coração está livre
pronto para amar 
quantas vezes forem necessário
até quando te encontrar
só então vou me entregar
Enquanto isso ei vivo
vivo cada momento
a buscar um novo par
que deseje e queira me amar!
(Fouquet, 08/03/2013)
Acredito que a maioria das pessoas tem um sonho exagerado de impossível, daqueles que até mesmo a gente ri deles, atém mesmo a gente duvida... Eu tenho sonhos assim, ou melhor eu tenho um sonho que se eu fosse dizer como os meus olhos o vêem eu diria a você que eu nunca vou realizá lo, mas depois de tantas experiências surpreendentes que já tive com Deus sei que este aos olhos dele é apenas mais um que ele em um estalar de dedos o realiza, porém na vontade e no tempo dele. O que me resta é esperar, acreditar que chegará porque eu sei que o meu Deus não falha, não erra e não me nega nada. Se estiver na vontade dele,ele fará o impossível acontecer. Eu só sei de uma coisa. Muitos irão se surpreenderem por terem duvidado do que o meu Deus podia fazer...Enquanto ele não chega...fico aqui..ESPERANDO NO SENHOR.....pois em breve o meu coração saltará de alegrias e os meus lábios se encherão de risos... 

(Cecília Sfalsin  )

segunda-feira, 4 de março de 2013

Ainda há tempo


Ainda há tempo para fazer
O que você sempre quis ter feito
Visitar aquele lindo lugar
Vestir-se do seu jeito

Namorar à luz do luar
Tomar um banho de chuva
Andar pela orla ou aprender a nadar

Ainda há tempo para ajudar
Doe àquele que vive a ermo
Um instante, um sorriso, uma palavra
Lembre da criança, do idoso, do enfermo

Para você, deixe a noite passar
Ouvindo as ondas quebrando
E sentindo a brisa do mar

Ainda há tempo para cedo acordar
Só para ver o sol a nascer
Tomar, sem pressa, um farto café
Com o que quiser comer

Ser você mesmo
Dizer “eu te amo”
Sorrir e gritar a esmo

Ainda há tempo para perdoar
Esquecer as diferenças
Rever os velhos amigos
Entender as suas crenças

Beijar com emoção
Dançar uma boa música
Cantar a sua canção

Ainda há tempo se você quiser
Vá agora, siga em frente
Peça perdão, sorria e beije
Viva o hoje, que é teu presente

Determine-se a ser feliz
Você ainda tem tempo
De ser o que sempre quis

Autor: Alex Dahlke -  Site: Mundo das Poesias


quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

AMOR FEINHO



Eu quero amor feinho.

Amor feinho não olha um pro outro.
Uma vez encontrado é igual fé,
não teologa mais.
Duro de forte o amor feinho é magro, doido por sexo
e filhos tem os quantos haja.
Tudo que não fala, faz.
Planta beijo de três cores ao redor da casa
e saudade roxa e branca,
da comum e da dobrada.
Amor feinho é bom porque não fica velho.
Cuida do essencial; o que brilha nos olhos é o que é:
eu sou homem você é mulher.
Amor feinho não tem ilusão,
o que ele tem é esperança:
eu quero um amor feinho.

( poema de Adélia Prado )

(Do livro Bagagem. Rio de Janeiro: Record, 2011. p. 97)

sábado, 23 de fevereiro de 2013



Dar é dar. Fazer amor é lindo, é sublime, é encantador, é esplêndido. Mas dar é bom pra cacete. Dar é aquela coisa que alguém te puxa os cabelos da nuca, te chama de nomes que eu não escreveria. Não te vira com delicadeza, não sente vergonha de ritmos animais. Dar é bom. Melhor do que dar, só dar por dar. Dar sem querer casar, sem querer apresentar pra mãe, sem querer dar o primeiro abraço no Ano Novo. Dar porque o cara te esquenta a coluna vertebral, te amolece o gingado, te molha o instinto. Dar porque a vida é estressante e dar relaxa. Dar porque se você não der para ele hoje, vai dar amanhã, ou depois de amanhã. Tem pessoas que você vai acabar dando, não tem jeito. Dar sem esperar ouvir promessas, sem esperar ouvir carinhos, sem
esperar ouvir futuro. Dar é bom, na hora. Durante um mês. Para os mais desavisados, talvez anos. Mas dar é dar demais e ficar vazio. Dar é não ganhar. É não ganhar um eu te amo baixinho perdido no meio do escuro. É não ganhar uma mão no ombro quando o caos da cidade parece querer te abduzir. É não ter alguém pra querer casar, para apresentar pra mãe, pra dar
o primeiro abraço de Ano Novo e pra falar: "Que que cê acha amor?". É não ter companhia garantida para viajar. É não ter para quem ligar quando recebe uma boa notícia. Dar é não querer dormir encaixadinho. É não ter alguém para ouvir seus dengos. Mas dar é inevitável, dê mesmo, dê sempre, dê muito. Mas dê mais ainda, muito mais do que qualquer coisa, uma chance ao amor. Esse sim é o maior tesão. Esse sim relaxa, cura o mau humor, ameniza todas as crises e faz você flutuar.

Experimente ser amado...
Tati Bernardi

sábado, 19 de janeiro de 2013

ALMA



Algumas pessoas entram em nossas vidas,
preenchem na simplicidade de seus gestos
nossa alma, abrigando o mais terno dos
sentimentos: O amor,
Assim tais pessoas continuam em nosso caminho,
às vezes distante, o importante é sentir
que jamais adormece apenas vive
e aquece nossos corações.
Marcelo Rondoni






Zélia Duncan - Alma ( Letra no vídeo )

O que você achou do novo visual?