domingo, 3 de julho de 2011

Sem graça !


Chama...grita solitário
aos quatro cantos
ajoelha-se e implora
que tenhas misericórdia
e me leves desta vida
sem rodeios, sem briga
apenas diga!
Pois se existe inferno
ele é bem aqui
Dói-me tudo
Corpo, coração
e minh'alma
Nem mesmo a vida
tem graça...
o mundo perdeu-se
e não tem mais assunto
Tudo gira...
voltas e voltas
são apenas movimentos
é o rodar singelo
que o mundo leva
para finalizar um dia
e começar outro
Números, datas...
nada mais importa
apenas cifrões, cartões e status...
quem liga para sentimento
essa é a vida hoje
um punhado coisas
que enfeitiçam, hipnotizam
e drogam a vida
roubando a essência
tirando a alegria
dum simples caminhar
na beira da praia!
Não existem mais paraísos
nem refúgios...
ou ilhas desertas
A vida anda contaminada
o mundo anda sem graça
e a vida, será que importa?! 
(Fouquet, 3 de julho de 2011)

Dança da vida


A vida é uma dança!
Feche os olhos e sinta!
Sentir é curar-se
é meditação pura e simples
Que eu faça da minha vida
uma coisa simples e reta
como uma flauta doce...
som suave e angelical
que possamos encher de música
cada momento de vida
instantes nossos sentidos
vividos e transpirados
com sabor de desejo!
(Fouquet, 2 de julho de 2011)

O que você achou do novo visual?