terça-feira, 21 de junho de 2011

Sem destino...

 

...meu ser pede abrigo
precisa urgente, do teu abraço amigo
Necessito que me detenhas
compartilhando momentos
e me permita invadir espaços
Quero beijar a boca
saciar-me com as curvas
as saliência da pele
e sem rodeios perder-me
no deleite mais profundo
entre tuas coxas
saciando os cheiros
os sabores que emanam
que vertem a pele feminina
matando meus desejo
compartilhando instantes
ouvindo sussurros
que ecoam pelo ambiente...
Vem, arranca de mim
o que desejas, me entrego a ti
sem limites ou medos
Minha vontade é tua
é viver esse momento
e quem sabe outros tantos
sentindo-me no abrigo
deste teu corpo...
protegido pela tua essência
alma de fêmea
mulher da minha existência!
(Fouquet, 17 de junho de 2011)
http://www.gritosdomar.com/

O que você achou do novo visual?