sábado, 21 de maio de 2011

Quando for te visitar ... levarei flores
... muitas delas
mas ... quando te entregar
gostaria de encontrar
toda aquela beleza em teu sorriso
queria ver muita ternura em teu olhar
... sentir a força do teu abraço
... e o calor dos teus beijos
Quanto as minhas flores ...
não esquecerei de tirar os espinhos
... que poderiam vir a te machucar
as folhas envelhecidas ... os galhos secos
... que entristeceriam o teu olhar
quanto a você ... te peço pra não demonstrar
... tuas dores embutidas
... reconhecidamente honestas e reais
que gostaria que tivessem
... sido perdidas no tempo
... quando for te visitar ... levarei flores
... muitas delas
perfumadas ... alegres ... coloridas
... parecidas contigo !...
Quando for te visitar
quero te encontrar igual a sempre ...
Quanto as flores ?...
... claro que as levarei !...
mas nem sei ... se iremos notar ...
(( Ana Luiza Lameirão Menezes Frotta  , janeiro 2001))
Sabia que ia voltar ... esperei
sempre voei pra você ... em meus pensamentos
em tempos de lágrimas ... usava o silêncio
embora não ouvisse os meus lamentos
estive a seu redor ... mesmo a distância
... respirava você ...
no alto ... na praia ... no velho mundo
... coinscientemente ...
me portei com elegância
nunca pousei ... sabia que ia voltar ... esperei
... ter você ...
no meu pensamento ... constantemente
sem nunca te-lo afastado de minha mente
me fazendo voar tão alto ... docemente
em minhas lembranças ... durante todas as noites
e ser sua brisa suave ... diariamente pela manhã
virou verdade ... novamente
poder abrir meus braços ... e sentir você entrar direto
... em meu coração ... me amando e sendo amado
... com total aceitação ... como sempre sonhei
absolutamente garanto ... nunca mais te perderei
... um brinde ao amor !...
(((Ana Luiza Lameirão Menezes Frotta 15 junho 2002 )))

O que você achou do novo visual?